• Como temas destaque desta 5ª Edição foram escolhidos a Inovação e o Empreendedorismo, princípios imprescindíveis e complementares não apenas ao meio corporativo privado, que visa o lucro, mas também aos órgãos públicos (e dentre estes as organizações da MB), bem como ao meio acadêmico, principalmente as escolas e centros atuantes na capacitação profissional. Por meio da capacidade de inovar, oportunidades de melhoria são vislumbradas e novas formas de trabalho, criadas. O empreendedorismo atua para transformar essas novas ideias em realidade, efetivamente produzindo resultados. Acanto em Revista
    v. 5 n. 5 (2018)
  • Acanto em Revista
    v. 6 n. 6 (2019)
    É com satisfação que apresentamos a 6ª edição da nossa Acanto em Revista. Periódico editado pelo Centro de Instrução e Adestramento Almirante Newton Braga (CIANB) com o propósito de divulgar a produção acadêmica relacionada às áreas de conhecimento de interesse do Setor da Secretaria-Geral da Marinha (SGM). Lançada em 2014, e com edições anuais, a Acanto em Revista é uma publicação científica classificada pela CAPES/Qualis no estrato B3, da grande área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo e B5, na grande área Multidisciplinar. Os artigos apresentados são inéditos e destinam-se exclusivamente à Revista, não sendo permitida sua apresentação simultânea a outro periódico, tanto no que se refere ao texto, como figuras ou tabelas, quer na íntegra ou parcialmente. A qualidade do conteúdo do material publicado é de responsabilidade do Conselho Editorial da Revista, Órgão de caráter consultivo, presidido pelo Diretor do CIANB, e constituído por uma equipe de oficiais de diversas áreas de conhecimento, tais como: instrutores, mestres e pedagogos que atuam no Centro. Essa edição é um convite à reflexão sobre os novos conceitos da Administração e Gestão Pública em um cenário caracterizado por modelos mais participativos de gestão. Nesse sentido, as conexões sociais, representadas pelas relações entre os atores organizacionais, o compartilhamento de informação, a colaboração e outros elementos estruturais e cognitivos presentes nas redes, tornam-se importantes vias para a criação de valor, indo além do que se estabelece de maneira formal nas organizações. A todos, uma boa leitura!